Rádio: vacinação em dia para saúde sempre

Publicado em Divulgação científica
05 de abril de 2012

Ao lado dos documentos importantes por toda a vida, como certidão de nascimento, carteira de identidade e de trabalho, um não pode faltar: o cartão de vacinação. É nele que está registrada a relação de vacinas que um indivíduo tomou, assim como aquelas que deverão ser tomadas e as épocas de reforço.

Criadas a partir do final do século 18, as vacinas representaram uma verdadeira revolução de saúde, ao garantir, de forma bastante eficaz, a prevenção de doenças infecciosas. “A primeira foi feita por Edward Jenner, que fez a da varíola. Estamos falando de uma das medidas mais efetivas em relação à saúde pública”, explica Jorge Andrade Pinto, médico imunologista e professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG.

No Brasil, ao contrário do que muita gente pensa, a vacinação não é obrigatória, e sim altamente indicada pelo poder público, principalmente em épocas de campanha. No calendário oficial estão as doses contra as chamadas “doenças da infância”, como tétano, difteria, coqueluche, poliomielite, sarampo, rubéola, febre amarela. Posteriormente, deve-se vacinar contra hepatite e gripe. Para os idosos, também há indicação para a de pneumonia – único desses casos que não é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde. A vacina contra febre amarela pode ser considerada um caso especial. Optativa no Brasil, ela se torna pré-requisito obrigatório para viagens ao exterior.

De uma forma geral, a vacinação é uma ação praticamente isenta de riscos. No caso das gestantes, no entanto, devem ser tomadas mediante extrema cautela. “As vacinas que utilizam microorganismos vivos, como rubéola, febre amarela, hepatite, são, em princípio, contra-indicados para gestantes”, diz Zilma Reis, médica obstetra e professora da UFMG. O ideal é que, ao planejar engravidar, a mulher já esteja com seu cartão em dia. Caso não seja possível, a indicação de imunização deverá ser feita apenas por médicos.

A atualização do cartão vacinal é gratuita e pode ser feita em qualquer posto de saúde.

Tema da semana

Indicações de vacinas para crianças e idosos, assim como outras informações sobre o tema, estão no programa Saúde com Ciência que vai ao ar entre os dias 9 e 13 de abril. Confira a programação:

História das vacinas. – Segunda-feira, 9/04.

A importância da vacinação em idosos na prevenção de doenças – Terça-feira, 10/04.

Vacinação como promoção da saúde em crianças. – Quarta-feira, 11/04.

Vacinação em gestantes. – Quinta-feira, 12/04.

Existe alguma vacina obrigatória por lei? – Sexta-feira, 13/04.

Sobre Saúde com Ciência

O Saúde com Ciência é desenvolvido pela Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG e tem a proposta de informar e tirar dúvidas da população sobre temas da saúde.

O programa é veiculado em vinte emissoras de rádio. Também é possível conferir as edições pelo site do Saúde com Ciência.

Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG
jornalismo@medicina.ufmg.br




Share