Ética

“O erro da ética, até o momento, tem sido a crença de que só se deva aplicá-la em relação aos homens.”

(Dr. Albert Schweitzer)

Comitê de Ética em Experimentação Animal da UFMG

O uso científico de animais tem proporcionado grandes avanços e descobertas em diversas áreas da atuação humana, e é permitido pela Lei 11.794, de 8 de outubro de 2008. Para realização de pesquisas no Núcleo de Experimentação Animal da Faculdade de Medicina da UFMG é necessário a aprovação pelo Comitê de Ética em Experimentação Animal – CETEA / UFMG que analisa e aprova projetos apenas de pesquisadores principais vinculados à UFMG (efetivos).

Comissões de Ética no Uso de Animais (CEUAs) têm defendido o Principio Humanitário da Experimentação Animal (Princípio dos 3Rs):

. Replacement (Alternativas): utilizar sempre que possível, no lugar de animais vivos, materiais sem sensibilidade, como cultura de tecidos ou modelos em computador.
. Reduction (Redução): justificando-se o uso de animais, utilizar o menor número possível para resultados estatísticos significativos.
. Refinement (Aprimoramento): utilizar técnicas menos invasivas, realizar manejo de animais somente por pessoas treinadas, utilizar anestesia e eutanásia adequadas.