Acesso interno

Faculdade de Medicina implanta novo fluxograma para pesquisas realizadas junto ao HC

Mudança ocorrerá em 1º de setembro e adapta a tramitação à recente criação de sistema da Rede Ebserh.


30 de agosto de 2021 - , , , , ,


Novo fluxograma. Clique para ampliar.

A partir desta quarta-feira, 1º de setembro, os pesquisadores com trabalhos desenvolvidos em hospitais da Rede Ebserh (como o Hospital das Clínicas da UFMG) deverão utilizar um novo fluxograma. A mudança se deve à implementação do sistema chamado Rede Pesquisa, realizada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

O Centro de Informática em Saúde (CINS) da Faculdade de Medicina da UFMG, em parceria com o Núcleo de Apoio à Pesquisa da Faculdade, preparou dois documentos para apoiar os pesquisadores da Instituição que realizam pesquisas no HC. Os materiais visam facilitar a adaptação ao novo modelo de tramitação.

Estão disponíveis um fluxograma com o processo de cadastro de pesquisas e um passo a passo com instruções para cadastrar projetos no Sistema de Tramitação de Projetos de Pesquisa (SISPq), da Faculdade.

Confira os arquivos:

Dúvidas sobre o novo fluxograma das pesquisas e mais informações podem ser enviadas para o e-mail do Núcleo de Apoio à Pesquisa da Faculdade: napq@medicina.ufmg.br

Captura de Tela do sistema Rede Pesquisa.

Rede Pesquisa

O acesso ao Rede Pesquisa está disponível a todos os trabalhadores com conta ativa na plataforma federal gov.br. Para cadastrar estudos científicos, o pesquisador deverá selecionar “Hospital das Clínicas da UFMG”, local onde realizará sua pesquisa, informar os seus dados profissionais e, em seguida, solicitar seu cadastramento pessoal junto ao HC (liberado em torno de 48 horas a partir da solicitação, segundo o HC). 

Após seu cadastramento, o pesquisador deverá entrar com os dados de seu projeto de pesquisa para análise institucional. Também será possível realizar consulta de projetos de pesquisa em andamento no HC e em outros Hospitais Universitários Federais.

O sistema pode ser acessado pelos pesquisadores clicando aqui. Ao primeiro acesso é necessário criar uma conta no gov.br


Com informações do Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh