Acesso interno

Hospital das Clínicas recruta voluntários para estudo que avalia vacinas contra a covid

Pesquisa é restrita a profissionais de saúde; inscrições poderão ser feitas até 30 de junho


10 de maio de 2022 - , , , ,


.
Investigação vai revelar, entre outros aspectos, quanto dura a proteção em pessoas mais expostas ao vírus. Pedro Gontijo | Imprensa MG

O Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh está recrutando profissionais de saúde para participar de pesquisa nacional que avalia segurança e efetividade das vacinas contra a covid-19. O cadastro deve ser feito até o dia 30 de junho, no site do HC. Os atendimentos ocorrerão no Ambulatório Borges da Costa, um dos anexos do hospital, e os voluntários receberão ajuda de custo no valor de R$20, para custeio do transporte.

O estudo, intitulado SevaCov-Pro, ajudará a entender como funcionam as vacinas contra a covid-19 na vida real, ou seja, fora do ambiente controlado dos ensaios clínicos. Serão colhidos dados também sobre a duração da proteção nas pessoas que estão mais expostas ao vírus e a resposta imunológica após a vacina, entre outros aspectos.

Os voluntários devem ter tomado a primeira dose da Coronavac ou da Astrazeneca e não podem ter participado de nenhum outro ensaio clínico de vacinas. No primeiro atendimento presencial no HC-UFMG, o voluntário preencherá termo de consentimento livre e esclarecido, será entrevistado pela equipe e terá amostra de sangue coletada para dosagem de anticorpos neutralizantes contra o Sars-CoV-2.

O recrutamento começou em setembro de 2021 e já alcançou 3,5 mil pessoas em todo o Brasil. Essa primeira etapa foi restrita aos profissionais de saúde dos oito centros participantes do estudo, que é liderado pelo Hospital Universitário de Brasília (HUB). Na Na segunda fase, a expectativa é alcançar 10 mil voluntários.

Sobre a pesquisa

A SevaCov-Pro é um estudo de fase 4 que testa na vida real como funcionam os imunizantes aplicados em profissionais de saúde, avaliando segurança (desenvolvimento de reação adversa à vacina), efetividade (existência de diagnóstico da doença pós-vacinação e gravidade), imunogenicidade (resposta imunológica) e vigilância genômica (monitoramento de variantes do novo coronavírus).

O projeto é financiado pelo Ministério da Saúde e deve receber, até o final do estudo, R$ 13 milhões para custeio de insumos e contratação de profissionais especializados para condução do estudo.

Os centros de pesquisa participantes são o Hospital Universitário de Brasília, da Universidade de Brasília (HUB-UnB), o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), o Hospital de Ensino da Universidade Federal de Pelotas (HU-UFPel), o Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Humap-UFMS), o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG), o Hospital Universitário Antônio Cassiano Moraes, da Universidade Federal do Espírito Santo (Hucam-Ufes), o Complexo Hospitalar da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Hupe e PPC) e o Instituto Nacional de Cardiologia (INC). Os seis primeiros integram a Rede Ebserh/MEC.

As inscrições devem ser feitas em um dos seguintes links: calendly.com/sevacovproexterno01/30min e calendly.com/sevacovproexterna02/30min. As entrevistas serão feitas no Ambulatório Borges da Costa, que fica na Avenida Alfredo Balena, 190, Centro. Será preciso levar cartão de vacina, comprovante de vínculo com instituição de saúde e carteira profissional (dos conselhos regionais de Medicina e de Enfermagem, por exemplo).

Outras informações podem ser solicitadas pelo telefone (31) 98365-4516 (WhatsApp ou ligação).


(Assessoria de Comunicação do Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh)