Acesso interno

‘CoronaVac vai tirar a pressão do sistema de saúde’, prevê Unaí Tumpinambás

Em vídeo, professor da Faculdade de Medicina comenta os resultados dos testes da vacina divulgados pelo Instituto Butantan


13 de janeiro de 2021 - , , , ,


Uma vacina segura, com poucos efeitos colaterais e reações alérgicas e índice de imunização satisfatório. Assim, o professor Unaí Tumpinambás, da Faculdade de Medicina da UFMG, classifica os resultados dos ensaios da vacina CoronaVac, desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotec e testada e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan. Os dados gerais foram divulgados nesta terça-feira, dia 12, em São Paulo.

Em vídeo, o infectologista, que integra os comitês de enfrentamento do coronavírus da UFMG e da Prefeitura de Belo Horizonte, afirma que a eficácia geral de 50,38% e de 78% para casos leves contribuirá para “tirar a pressão do sistema de saúde”. Tupinambás acrescentou, ainda, que a prevenção de 100% em relação a mortes é uma “tendência robusta”. “Se a vacinação for massiva, poderemos sair dessa pandemia”, projeta.

Segundo ele, é preciso agora cobrar um plano efetivo de vacinação, a ser deflagrado o mais rapidamente possível. “Quanto antes, melhor, para que possamos atravessar o outono e o inverno com mais tranquilidade”, sugeriu o professor.

Assista ao vídeo:


Centro de Comunicação da UFMG