No Dia Mundial da Audição, campanha alerta que cuidados auditivos são para todos

Data é celebrado no dia 3 de março. A Faculdade de Medicina da UFMG participa da campanha realizada pela Organização Mundial de Saúde.


02 de março de 2021 - , , ,


Nesta quarta-feira, 3 de março, quando se celebra o Dia Mundial da Audição, a Organização Mundial de Saúde (OMS) lança seu primeiro Relatório Mundial de Audição, com a análise de dados globais a respeito deficiência auditiva e enfermidades no ouvido em todas as fases da vida. Além do evento com representantes de entidades científicas e profissionais relacionadas à audição, a OMS promove a campanha “Cuidados auditivos para todos! Filtrar, reabilitar, comunicar”, da qual a Faculdade de Medicina da UFMG participa.

“A campanha é uma iniciativa da OMS e o tema é estabelecido de acordo com as necessidades observadas. O objetivo é sensibilizar, não só no ambiente acadêmico e profissional, mas toda a sociedade sobre a importância de cuidar da saúde auditiva”, explica a professora do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade, Luciana Macedo de Resende, que também estará presente no evento.

 “A perda auditiva tem efeitos nocivos quando não diagnosticada e tratada devidamente, tem impacto na linguagem, na comunicação, na vida acadêmica e, entre outros, está associada a aceleração da perda cognitiva, como mostram estudos atuais”

A professora ainda destaca que, aproximadamente, apenas 20% das pessoas que sabem sobre a perda da audição usam o aparelho auditivo. Segundo Luciana, um dos principais motivos para o número tão baixo é a falta de conhecimento, de saber que existe essa opção e que ela pode ser usada em diferentes graus da perda. Outras justificativas podem ser o custo, preconceito ou pela não importância do diagnóstico quando é detectado uma perda de grau leve, por exemplo.

Por isso, ela defende a ampla divulgação do debate sobre o tema, para que as pessoas se atentem à saúde da audição em todas as faixas etárias, procurem o diagnóstico e façam o tratamento, mesmo em caso de grau leve.

Campanha

Durante esta semana, além das mídias oficiais da Faculdade de Medicina da UFMG, o projeto de extensão Grupo de Reabilitação Auditiva e Orientações (GRAO), coordenado pela professora Luciana Macedo, fará a divulgação dos conteúdos da campanha do Dia Mundial da Audição, promovida pela OMS.

Confira @GRAO_UFMG no Instagram:

Entre os objetivos, a campanha deste ano busca ressaltar a importância da boa audição e comunicação em todas as fases da vida e destaca o diagnóstico e tratamento, pois quando identificada em tempo hábil, pode-se buscar os cuidados apropriados.

Às entidades responsáveis, ela alerta sobre o número de pessoas que vivem com perda auditiva e doenças de ouvido não resolvidas, convocando para planejar ações de prevenção e tratamento. Entre os pontos apresentados, defende que “investir em intervenções econômicas irá beneficiar pessoas com perda auditiva e trazer ganhos financeiros para a sociedade”. E que os governos devem agir para integrar o ouvido centrado na pessoa e os cuidados auditivos nos planos nacionais de saúde para a cobertura universal de saúde.

Para a população geral, a campanha informa sobre as formas de prevenção da perda auditiva, o que inclui proteção contra sons altos, boas práticas de cuidado do ouvido e imunização. Para as pessoas com risco de perda auditiva, há também a verificação regular de sua audição. E aquelas com alguma perda auditiva ou doenças de ouvido relacionadas devem fazer o acompanhemento com um profissional de saúde.

Confira alguns materiais divulgados pela OMS:

Cheque sua Audição

O aplicativo Cheque sua Audição (hearWHO) faz parte da campanha Teste sua Audição, da OMS. O app é disponibilizado, gratuitamente, nas lojas de aplicativos de smartphones. “Se você vai mal no teste de audição, ele te aconselha a procurar uma avaliação profissional. Toda pessoa que tem uma queixa para ouvir, tem que procurar um otorrino ou um fonoaudiólogo”, explica a professora Luciana Macedo.

Leia mais sobre o app: Campanha da Faculdade de Medicina alerta para cuidados com a saúde auditiva


Print Friendly, PDF & Email