Acesso interno

Projeto de extensão apoia estudantes em sofrimento mental

Iniciativa é de grupo da Enfermagem. Atendimento pode ser solicitado via chat, no website do projeto.


17 de agosto de 2021 - , , , , , ,


Atendimento ocorre via chat, pelo website do projeto
Pandemia causa sofrimento mental em estudantes da graduação e da pós-graduação. Divulgação

O Projeto Escuta, criado por professoras da Escola de Enfermagem da UFMG, atende, a distância, estudantes da graduação e da pós-graduação da Universidade, com queixas relacionadas à saúde mental. Os atendimentos são feitos por profissionais voluntários, especializados em saúde mental. Para ser atendido, basta acessar o site do projeto e clicar no chat para iniciar uma conversa. Quem preferir, pode acessar o chat para agendar o atendimento com horário marcado.

Segundo a professora Janaina Soares, o projeto de extensão surgiu já durante a pandemia, período em que muitos alunos começaram a passar por dificuldades. “A ideia é dar uma resposta ao aumento do sofrimento mental vivido pelos estudantes neste período. Atendemos por chat porque, muitas vezes, as pessoas não têm um ambiente em casa que possibilite um atendimento com privacidade”, explica.

A professora acrescenta que, no projeto, a escuta abre espaço para que os estudantes expressem seus sentimentos e os auxilia a construir estratégias para o enfrentamento dos problemas. “O projeto também visa orientar esses alunos, conforme a necessidade, sobre os locais de atendimento terapêutico dentro da UFMG e nas redes de saúde dos municípios de residência”, conclui.


(Centro de Comunicação da UFMG)