Acesso interno

UFMG recebe R$ 41,5 milhões do governo de MG para qualificar laboratórios de graduação

A expectativa é que outros projetos da Universidade sejam contemplados nas áreas de acessibilidade, bibliotecas, tecnologias para o ensino e eficiência energética.


30 de junho de 2022 - , , ,


A UFMG vai receber até setembro, em quatro parcelas, R$ 41,5 milhões do governo de Minas Gerais destinados a estruturação, ampliação e qualificação inovadora de laboratórios de ensino de graduação. O projeto foi o primeiro de cinco apresentados pela Universidade a contar com recursos liberados pela Secretaria Estadual de Educação. As outras propostas estão relacionadas a acessibilidade, bibliotecas, eficiência energética e tecnologia da informação.

O governo do estado está destinando R$ 500 milhões para apoiar iniciativas de várias naturezas em oito universidades federais localizadas em território mineiro. O objetivo é garantir maior integração das universidades públicas federais com a educação básica e promover a melhoria na qualidade de ensino em Minas Gerais.

Em boa hora

“Essa é mais uma parceria importante e extremamente oportuna, tendo em vista a importância e relevância das instituições federais de educação superior e o impacto para a implementação de ações para o estado. Esses recursos chegam em muito boa hora, em um momento que somos fortemente impactados pelos seguidos cortes orçamentários impostos às universidades federais”, afirma a reitora Sandra Regina Goulart Almeida. “Por meio da iniciativa, o estado de Minas Gerais reconhece o papel crucial desempenhado pelas nossas instituições para a consolidação de políticas de educação e o atendimento das demandas sociais, nos âmbitos estadual, regional e nacional”, continua Sandra, lembrando o histórico de parcerias da UFMG com o governo de Minas, como os recentes projetos relacionados à pandemia de covid-19 e o Centro Nacional de Vacinas.

A Universidade tem mais de 330 laboratórios de ensino de graduação distribuídos em suas 20 unidades acadêmicas, nos quais são ministradas aulas práticas e desenvolvidos projetos de ensino-aprendizagem. Segundo o pró-reitor de Graduação da UFMG, Bruno Teixeira, os subprojetos que dividirão os recursos tomam como referência o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade e são norteados pela ideia de estimular e consolidar a inovação pedagógica e tecnológica.

Parte dos recursos será aplicada no Programa de Apoio a Projetos Estruturantes de Laboratórios (Paleg), o que possibilitará estender os benefícios do convênio a maior número de laboratórios. Criado há quatro anos para incrementar as possibilidades de atuação dos laboratórios da UFMG, o Paleg destinou recursos a 22 projetos de 17 unidades acadêmicas, em 2018, e a outros dez projetos de dez unidades, em 2021.

Laboratório de Introdução à Computação, vinculado ao ICex, recebeu recursos da chamada de 2018 do Paleg
Laboratório de Introdução à Computação, vinculado ao ICex, foi contemplado na chamada de 2018 do Paleg; recursos liberados pelo governo de Minas vão alcançar um número maior de laboratórios. Foto: Raphaella Dias | UFMG

Centro de Comunicação da UFMG