Acesso interno

Último MedCine Virtual do ano debate “Um Dia com Jerusa”

Evento conta com a participação da roteirista e diretora do filme, pesquisadores, alunos e ativistas.


07 de dezembro de 2021 - , , , , , ,


No dia 15 de dezembro, das 19h às 21h, o MedCine Virtual debate o longa-metragem “Um Dia com Jerusa” (Brasil, 2020), com a presença da diretora e roteirista do filme, a cineasta Viviane Ferreira. Não é necessário se inscrever e haverá interação pelo chat do Youtube, onde o evento será transmitido. Mas é recomendado que os interessados em participar da sessão assistam ao filme previamente, em plataformas como a Netflix, já que não será exibido durante o evento.

A obra é uma adaptação do curta-metragem “O Dia de Jerusa”, também dirigido pela cineasta Viviane Ferreira e com as mesmas atrizes principais Léa Garcia e Débora Marçal. A narrativa se dá a partir do encontro de Jerusa, moradora de um bairro tradicional e pobre de São Paulo, que recebe a Sílvia, pesquisadora de mercado que aguarda o resultado de um concurso público. A cada pergunta que responde do questionário, Jerusa conta suas memórias e sentimentos. O dia vai passando e, assim, assiste-se a troca afetiva entre as duas mulheres, de gerações diferentes.

Essa é uma história delicada e que remete a ancestralidade africana. Todos os personagens são negros, sendo a maioria mulheres, e isso também reflete a própria produção da obra, com mulheres negras na diretora do filme, na autoria do roteiro, diretoria de fotografia, autoria do figurino e a maior parte da equipe criativa e técnica. O protagonismo da mulher negra é raro no cinema brasileiro, por isso essa é uma característica marcante do filme. E sua realização ainda contou com apoio de ONGs feministas como Odara Instituto da Mulher Negra; Articulação de Mulheres Negras Brasileiras ( AMNB) e Candace.

Participe pelo canal do MedCine no Youtube.

A sessão

Este MedCine Virtual é uma realização do Núcleo de Apoio Psicopedagógico aos Estudantes (Napem) com a Comissão Permanente de Enfrentamento ao Racismo (CPER) da Faculdade de Medicina da UFMG.

A sessão será coordenada pelo professor Marco Túlio de Aquino, cinéfilo, integrante da equipe técnica do Napem e cofundador do Projeto MedCine, além de psiquiatra, mestre em Ciências da Saúde e terapeuta cognitivo-comportamental. Já o debate será moderado por Ualisson Nogueira do Nascimento, baiano de Alagoinhas, fonoaudiólogo, doutorando em Ciências Fonoaudiológicas na UFMG e membro da CPER.

Para o debate ainda haverá as convidadas: Viviane Ferreira, cineasta, advogada, presidente da SPCine, mestre em Políticas de Comunicação e Cultura pela UnB, roteirista e diretora de “Um Dia com Jerusa”; Bruna Maria Carvalho Silva, estudante de Medicina da UFMG, cocoordenadora do Grupo de Estudos de Negritude e Interseccionalidade (GENI) e membro da CPER; Adriane Assis, jornalista, coordenadora de projetos e coordenadora de comunicação da Movimentação Juventude Negra Política; Kênia Bárbara, atriz, cantora, poeta, compositora e psicóloga de Belo Horizonte; e Larissa Amorim Borges, psicóloga e ex-subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres de Minas Gerais.

MedCine

Antes da pandemia, as sessões do MedCine eram realizadas mensalmente, gratuitas e abertas ao público interessado. O projeto é uma realização do Núcleo de Apoio Psicopedagógico aos Estudantes da Faculdade de Medicina da UFMG (Napem), com apoio do Diretório Acadêmico Alfredo Balena (DAAB) e do Centro de Comunicação Social (CCS) da Faculdade de Medicina da UFMG.