Acesso interno

Cirurgia e Oftamologia

Sobre

A história deste Programa teve início em 1959, quando inicioua Residência em Cirurgia Geral, no Serviço de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental do HC-UFMG. Em 1969, foi aprovado o Curso de Pós-graduação, a nível de Doutorado, pelo Conselho de Pós-Graduação da UFMG. Em 1969, solicitou-se o seu credenciamentoao Conselho Federal de Educação.

No dia 26/01/1972 foram selecionados os primeiros alunos da Pós-graduação. No dia 13/03/1973, foi aprovado o primeiro currículo do Curso. A primeira defesa de Tese ocorreu em 18/12/1974. Em 09/01/1975 o curso foi credenciado e homologado em 31/12/1975, tendo sido publicado no Diário Oficial na Seção 1, Parte 2, página 514 em 15/01/1976.

Em 2003, houve a união do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Abdominal com o Curso de Pós-graduação em Oftalmologia da Faculdade de Medicina da UFMG, recebendo o nome de Programa de Pós-graduação em Ciências Aplicadas à Cirurgia e à Oftalmologia (PPGCO). A CAPES aprovou o novo Programa atribuindo-lhe conceito quatro. Esse conceito foi mantido em dois triênios consecutivos (2004-2009). No triênio 2010-2012 esse conceito foi para três.

O PPGCO é constituído por docentes de diferentes Departamentos da Faculdade de Medicina. A maioria deles é do Departamento de Cirurgia e provenientes de diferentes áreas de atuação: Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo, Neurocirurgia, Cirurgia Vascular, Cirurgia Pediátrica, Anestesiologia, Transplantes de Órgãos e Nutrição. Quatro docentes são do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia, uma Infectologista é vinculada ao Departamento de Propedêutica Complementar e um docente é da Ortopedia. Essa diversidade na origem de formação é importante para atender à proposta do Programa quanto à inserção em suas Áreas de Concentração e Linhas de Pesquisa.

O Programa tem abrangência multidisciplinar e agrega discentes de diferentes áreas de formação: Medicina, Biomedicina, Fisioterapia, Enfermagem, Ciências Biológicas, Medicina Veterinária entre outras.

O Programa atua na área da Saúde e envolve diversas modalidades clínico-cirúrgicas. Pelo seu amplo nível de abrangência, desempenha relevante papel na formação de recursos humanos em todo o estado de Minas Gerais. Tem contribuído na formação de docentes da própria UFMG e de outras Instituições de Ensino Superior de Minas Gerais e do Brasil, seja como docente-pesquisador ou no exercício de cargos administrativos, criando novos centros de pesquisa e formação de recursos humanos. As principais cidades onde se encontram egressos do Programa inseridos no mercado de trabalho são: Belo Horizonte, Assunção (Paraguai), Santa Cruz de laSierra e La Paz (Bolívia), Bogotá (Colômbia), Quito (Equador), Toronto e Chicoutimi (Canadá), Pittsburgh (USA), Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória (ES), Salvador, Recife, Teresina, Goiânia, Belém (PA), Rio Grande (RS), João Pessoa, Taubaté, Viçosa, Ouro Preto, Sete Lagoas, Diamantina, Governador Valadares, Montes Claros, São João Del Rei, Itajubá, Pouso Alegre, Lavras, Juiz de Fora, Barbacena, etc.Vale salientar que grande maioria do Corpo Docente do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFMG e da Universidade Federal de Juiz de Fora foi titulada no PPGCO.

O Programa desenvolve-se integrado a outros dez Programas do Centro de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina da UFMG e ao complexo hospitalar do Hospital das Clínicas da UFMG (Campus da Saúde), contando com o suporte de sólida infraestrutura para ensino e pesquisa experimental e clínica.

Em 2016, a nova proposta curricular manteve três áreas de concentração e oito linhas de pesquisa. A nova grade curricular foi constituída por 12 disciplinas de núcleo central e domínio conexo e 12 disciplinas de apoio às linhas de pesquisa.

O número total de defesas concluídas ao final do quadriênio (2013-2016) foi de 116, sendo 71 (67%) Mestrados e 45 (33%) Doutorados.A produção intelectual do Programa elevou-se qualitaviamente. Os docentes publicaram em periódicos internacionais de maior impacto. A produção intelectual incluiu patentes licenciadas oriundas de trabalhos de conclusão no Programa.

O PPGCO concentrou esforços nos últimos anos para implementar reformas para atender às demandas do Comitê de Avaliação da Medicina III da CAPES, pontuadas no triênio anterior. Obteve-se maior homogeneidade do corpo docente, no contexto de uma ampla diversidade de experiências e produção científica. As metas do Programa para os próximos anos estão focadas na excelência do Ensino e Pesquisa na Pós-Graduação.