Coronavírus – Informações sobre a covid-19
Logo da Faculdade de Medicina com link para o site da institução. Logo da UFMG com link para o site da institução. Logo do facebook com link para o perfil oficial da Faculdade de Medicina. Logo do twitter com link para o perfil oficial da Faculdade de Medicina.

Proteja-se do novo

Coronavírus

(Covid-19)

Se puder, #FiqueEmCasa

Sintomas

81% - Casos leves

14% - Casos que precisam de atenção

5% - Quadro clínico crítico

*Dados: Sociedade Brasileira de
Infectologia (SBI) e
Hospital Albert Einstein

Casos leves:

A grande maioria dos infectados vai apresentar sintomas respiratórios parecidos com os de uma gripe:

- Tosse;
- Febre;
- Coriza;
- Cansaço;
- Dores no corpo;
- Nariz entupido;
- Pneumonia sem complicações (menos frequente).

Além disso, com menos frequência, existem alguns pacientes que relatam diarreia e conjuntivite durante a infecção.

Casos que demandam atenção médica:

Sempre que houver um sintoma respiratório e febre, é necessário buscar atendimento. Algumas pessoas podem apresentar uma forma mais grave da doença, com dificuldade de respirar e falta de ar. Nesse caso, mesmo sem febre, procure um profissional de saúde. Idosos e imunodeprimidos podem não apresentar febre.

Quadro clínico crítico:

Mais raramente, o paciente pode desenvolver um quadro clínico crítico a partir da infecção pela covid-19, com sinais muito graves:

- Insuficiência respiratória;
- Choque séptico;
- Falência de órgãos;
- Risco aumentado de morte.

Todos precisam se proteger contra a covid-19.
Aguns pacientes têm risco maior de desenvolver uma forma mais grave da doença. Precisam de cuidados e atenção especiais:

- Adultos com mais de 60 anos;
- Hipertensos;
- Diabéticos;
- Pessoas com doenças cardíacas, pulmonares ou neoplasias;
- Pessoas imunodeficientes.

*Dados: Organização Mundial da Saúde (OMS)

Previna-se

Reduza a exposição ao vírus

O vírus é transmitido pelo contato de alguém saudável com gotículas exaladas, sobretudo, pela fala, tosse e espirro de pessoas infectadas.

Cubra o rosto para tossir/espirrar

Utilize um lenço de papel descartável para cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir. Se não houver, utilize a parte interna do cotovelo para cobrir o rosto, flexionando o braço.

Evite espaços cheios

As gotículas que carregam o vírus podem ser expelidas para o ar. Por isso, mantenha distância de pelo menos um metro de outras pessoas, sobretudo as que apresentam sintomas.

Não toque o rosto

Nunca encoste nos olhos, nariz ou boca sem higienizar as mãos imediatamente antes. Elas podem conduzir o vírus de uma superfície infectada até as áreas mais sensíveis ao contágio.

Sempre lave as mãos

Esfregue as mãos com água e sabão por aproximadamente 40 segundos. Lave entre os dedos, as costas da mão, os polegares e os punhos. Caso não tenha acesso à água e sabão, faça a higienização com álcool gel ou líquido 70%.

Fique em casa

O ideal é permanecer em casa durante o período mais crítico da infecção. Por isso, se você não precisa sair para trabalhar, fique dentro de casa. É fundamental relembrar que durante a quarentena ninguém deve sair à rua sem razão essencial.

Verdades
e mentiras

Clique na imagem para baixar e compartilhar nas redes sociais

Verdade ou mentira? Já existe tratamento contra a Covid-19? - Verdade ou mentira? Chás e água quente protegem contra o vírus? - Verdade ou mentira? Gargarejos e o consumo de muita água imunizam contra a Covid-19? -

Nossas ações

Você sabia?

Faculdade desenvolve jogo para incentivar prevenção entre adolescentes

Adote sua vizinhança

Ação de estudantes em suas cidades e comunidades de origem promove boas práticas em saúde como forma de enfrentamento do vírus.

Spots de rádio

Série de spots de rádio sobre o novo coronavírus já está no ar

Saúde Mental de Profissionais

Projeto Cuidando da Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde: voluntários vão cuidar dos profissionais de saúde

Tira-dúvidas

Alunos de Medicina e Enfermagem vão informar população por telefone e internet sobre a covid-19

Notícias

Notícias e informações sobre a covid19 - Faculdade de Medicina da UFMG

Vigilância
epidemiológica

Casos suspeitos de COVID-19 são notificados à autoridade sanitária em até 24 horas, para possibilitar análise oportuna da situação epidemiológica. Mas a leitura dos números absolutos de casos notificados deve ser feita com cautela, considerando as diferenças demográficas e os diferentes estágios da epidemia entre os locais. A análise contínua e criteriosa dos indicadores de saúde, é norteadora das ações à medida que a epidemia evolui.

Acesse dados oficiais abaixo e tenha atenção ao interpretá-los.

Brasil

Coronavírus Brasil - DataSUS - Ministério da Saúde

Mundo

Johns Hopkins University & Medicine - Casos globais | Coronavirus covid-19

Minas Gerais

Microsoft Power BI - Distribuição dos casos de covid-19 em Minas Gerais

Material informativo
para profisionais
de saúde

WEBAULA – Coronavírus

WEBAULA – Coronavírus

Higienização das Mãos

Higienização das Mãos

Uso de Equipamento de Proteção Individual

Uso de Equipamento de Proteção Individual

Artigos