Acesso interno

Estudantes de Medicina produzem boletim diário sobre o coronavírus

Projeto disponibiliza, todas as manhãs, um resumo de informações sobre a covid-19, como o número de casos confirmados e novidades científicas sobre o tema


29 de abril de 2020 - , , ,


O “Boletim Matinal” sobre a covid-19 está disponível todos os dias, incluindo finais de semana, para que a população se atualize com informações resumidas da imprensa nacional e internacional ou de órgãos oficiais e de pesquisa sobre a atual pandemia.

Essa é uma ação do “Adote sua vizinhança em tempos de coronavírus”, projeto de extensão da Faculdade de Medicina da UFMG, que promove a atuação de estudantes dos cursos de Enfermagem e Medicina no combate ao novo coronavírus, principalmente em suas de cidades de origem, muitas no interior do estado.

“Foi concebido para manter atualizado os membros do projeto, incluindo teleconsultores. Voltamos as informações para o público profissional da área da Saúde, mas sabemos que chega à população e, ainda que não compreenda todos os aspectos técnicos, há muito o que aproveitar do Boletim”, relata idealizador da ação, Bruno Campos Santos, aluno do 12º período de Medicina.

O Boletim Matinal é disponibilizado na página de enfrentamento à covid-19 desenvolvida pelo Centro de Tecnologia em Saúde da Faculdade, onde também há o projeto “Tira-dúvidas“.

Além disso, a equipe publicará o material nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

“Ele é importante porque propicia a divulgação de dados confiáveis e seguros sobre a pandemia”, ressalta a coordenadora Maria do Carmo Barros de Melo, professora do Departamento de Pediatria da Faculdade, que também comenta sobre a repercussão positiva e a apresentação de uma mensagem diária de bom dia:

“Recebemos muitos elogios de vários segmentos profissionais. Um deles foi de uma pediatra que está na linha de frente na assistência de pacientes que relatou: ‘Além do conteúdo sério e de qualidade, gostaria de agradecer pelas mensagens no final do boletim. Mais do que nunca precisamos de ânimo e essas frases trazem algo de bom que alegra o dia”, conta.

Atualização de forma fácil e rápida

Bruno lembra que os profissionais da saúde devem estar sempre atualizados, mas há dificuldade devido à intensa jornada de trabalho, principalmente neste momento de pandemia. Assim, o acesso facilitado à informação pode ser um recurso importante.

 “Tornamos tudo mais palatável, pois é muita informação sendo gerada a todo momento. Precisamos de alguém disposto a realizar a checagem objetiva do que importa e repassar brevemente a quem precisa”

explica Bruno Campos Santos, estudante de Medicina na UFMG.

Ele conta que o Boletim é finalizado na noite anterior e divulgado ao público todas as manhãs. O formato é inspirado no modelo morning call, utilizado para que as pessoas comecem o dia bem informadas, com uma leitura breve. Além de selecionar as informações, Bruno afirma que o grupo também tem a responsabilidade de checar as fontes do conteúdo publicado, para que não haja fake news relacionadas à covid-19.

O material reúne valores epidemiológicos, gráficos sobre a saúde pública, informações mais relevantes dos veículos midiáticos, agenda do dia e estudos publicados. A produção é feita por 27 estudantes, com supervisão dos professores Maria do Carmo Barros, do Departamento de Pediatria, e Unaí Tupinambás, do Departamento de Clínica Médica.

“Exigimos rigor científico de nossos autores quanto à qualidade das informações veiculadas. Sabemos que tudo o que tem o símbolo da UFMG ganha importância e prestígio na sociedade. Por isso trabalhamos com toda a atenção para evitar erros”, Bruno Campos.

Ele ainda relata como a produção do Boletim agrega na vida pessoal e acadêmica de quem o produz: “Aprendemos muito mais quando     ‘ensinamos’. Desde que começou, passamos a ler notícias de outra forma. Mais do que apenas ler, discutimos as informações que irão para o boletim e isso é muito mais poderoso. Tem sido especialmente benéfico para mim, pois tenho acessado informações de fontes que não tinha costume”. 

“Fica, também, a sensação de estarmos ajudando nesta pandemia enquanto não podemos estar na linha de frente”

Bruno Campos Santos

A professora Maria do Carmo Barros afirma que o Boletim Matinal terá continuidade mesmo com alguns dos estudantes envolvidos colando grau, pois novos alunos serão recrutados. Além disso, ela conta que a divulgação do material será expandida a todos os alunos e professores da UFMG por email.

“Também estamos organizando material sobre aspectos importantes para publicar em algumas edições, como “o uso de máscaras caseiras”, por exemplo. Essa é uma forma de abordar temas que estão sendo discutidos na mídia e que precisam de informações mais técnicas para a reflexão”, acrescenta a coordenadora.