Acesso interno

Higienização de alimentos evita riscos durante o isolamento social

Professora de nutrição da Escola de Enfermagem da UFMG orienta sobre cuidados ao manusear e preparar alimentos em casa.


    24 de março de 2020 - , , ,


    Para conter a pandemia do novo coronavírus, a orientação das autoridades da saúde é ficar em casa e só sair para a compra de itens essenciais, como os alimentos. Mas, além dos cuidados com a higienização antes de depois das compras – como lavar as mãos, evitar aglomerações e manter distância segura de outras pessoas – os cuidados ao manusear e higienizar os alimentos são essenciais.

    Apesar de não existir nenhuma evidência de que o coronavírus seja transmitido por alimentos, a higienização evita o risco de outras doenças que possam fragilizar a saúde, como a bactéria Escherichia coli.

    Por isso, além dos alimentos, os carrinhos de compra também devem conter produtos de limpeza. Mas tudo na quantidade necessária, sem exageros, como orienta a professora do Departamento de Nutrição da Escola de Enfermagem da UFMG, Rita de Cássia Ribeiro:

    Como fazer:

    Antes do preparo dos alimentos, é preciso higienizá-los com água corrente. Já os alimentos consumidos crus, como algumas verduras, precisam ser sanitizados.

    A professor Rita de Cássia Ribeiro explica como sanitizar os alimentos:

    Além disso, para reduzir os microrganismos que podem prejudicar a saúde, professora Rita dá outras orientações:

    Que alimento devo comprar?

    Não existe alimentos milagrosos que ajudam a combater o novo coronavírus. O que se sabe é que uma dieta irregular pode prejudicar a saúde. Por isso, Rita de Cássia recomenda:

    Complexos vitamínicos

    O consumo de complexos vitamínicos sem recomendação médica não são eficientes. A especialista explica porquê:

    Menor contato possível

    Os supermercados são espaços onde circulam grande quantidade de pessoas e, por isso, também devem ser evitados.

    Para a professora Rita de Cássia Ribeiro, é importante evitar aglomerações nos supermercados e priorizar, na medida do possível, outras maneiras de adquirir os alimentos:   

    E para evitar idas ao mercado ou que outras pessoas façam a entrega na sua casa e também se coloquem em risco, a especialista cita alguns alimentos que têm maior durabilidade.

    E como os legumes são importantes para uma dieta equilibrada, a professora afirma que é possível congela-los para que durem mais tempo.

    Mas antes do congelamento, é preciso realizar tratamento térmico chamado branqueamento:

    Leia também: Coronavírus, H1N1 ou dengue?
    Coronavírus: o SUS está preparado?