Acesso interno

Pesquisa coleta dados sobre ansiedade e depressão entre universitários de Minas Gerais 


17 de setembro de 2021 - , , ,


Estudantes de oito universidades federais de Minas Gerais podem participar da pesquisa “Sintomas de transtorno de ansiedade e depressão entre estudantes universitários de Minas Gerais: estudo multicêntrico (PADU)”. O estudo é multicêntrico conduzido pelas UFMG, UFLA, UFSJ, UFOP, UFJF, UFU, Unifal e UFVJM e o formulário online está disponível desde o dia 15 de setembro. Na UFMG, a Faculdade de Medicina coordena os trabalhos.

O objetivo da ação é conhecer a prevalência de sintomas de Transtornos de Ansiedade e de Depressão, bem como seus fatores associados entre estudantes universitários de Minas Gerais para subsidiar as universidades com informações para formulação de políticas específicas de acolhimento, prevenção e promoção da saúde mental.

Clique aqui para participar.

“Alguns estudos mostram que universitários podem ter mais sintomas de ansiedade e depressão que a população geral, devido à saída de casa, pressão por rendimento acadêmico ou o medo da entrada no mercado de trabalho”, explica Elaine Machado, professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social (MPS) da Faculdade de Medicina.

Em alguns casos, alunos já chegam à universidade com esses sintomas, devido a fatores como a pressão pela aprovação no Enem. “Então já é uma população que chega na universidade com níveis elevados de estresse e ansiedade. Além de causarem grande sofrimento psíquico, a ansiedade e a depressão podem levar a prejuízos no desempenho acadêmico e nos relacionamentos sociais”, segue a professora, que coordena o projeto na UFMG em parceria os professores Helian Nunes, Aline Dayrell e Luiz Sérgio Silva, todos do MPS. 

“Neste momento de restrições sociais, queremos investigar esses efeitos, principalmente o ensino remoto”, completa.

A previsão dos pesquisadores é de coletar dados até novembro, a depender do número de respostas. Todas as informações obtidas serão confidenciais e os dados serão mantidos em sigilo. Os dados serão utilizados, apenas, para fins da pesquisa.

A pesquisa havia sido iniciada em janeiro de 2020, mas foi interrompida com o início da pandemia e a possibilidade de vieses nas respostas. 

Mais informações pelo e-mail paduufmg@gmail.com e pela página do Instagram.