Acesso interno

Professora da Faculdade de Medicina recebe medalha do Grupo de Estudo Europeu de Helicobacter e Microbiota


20 de setembro de 2021 - , ,


A professora Dulciene Maria de Magalhães Queiroz, do Departamento de Propedêutica Complementar da Faculdade de Medicina da UFMG, recebeu a medalha Marshall & Warren, concedida pelo Grupo de Estudo Europeu de Helicobacter e Microbiota (EHMSG). A comenda foi concedida neste final de semana, durante o XXXIV International Workshop on Helicobacter and Microbiota.

“Fiquei surpresa, muito honrada e considerei uma distinção muito grande ter sido escolhida para receber a prestigiosa medalha Marshall & Warren de 2021”, comentou a professora após receber o prêmio.

Dulciene Queiroz foi uma das primeiras residentes em Patologia Clínica da Faculdade de Medicina da UFMG e começou a fazer parte do corpo docente em 1976. Hoje ela continua à frente de descobertas importantes para área, principalmente em relação à Helicobacter pylori, um dos temas em que trabalha com mais ênfase.

A professora ainda foi a primeira representante da Faculdade de Medicina da UFMG na Academia Brasileira de Ciências (ABC), em 2014, e sua trajetória também já foi reconhecida com a Medalha da Inconfidência em 2016.

EHMSG

O EHMSG é um grupo multidisciplinar composto por representantes da maioria dos países da União Europeia. O grupo também inclui membros eméritos e honorários, bem como bolsistas correspondentes. Fundado em 1987 em Copenhagen (Dinamarca), organizou em 1988 o primeiro Workshop em Bordeaux, França, evento que se tornou anual. Desde a sua formação, o EHMSG publica anualmente edições especiais em revistas especializadas e organiza simpósios em diversos congressos e estudos multicêntricos. 

Professora Dulciene, na parte esquerda superior, participa da entrega remota. Captura de tela do evento feita pela professora Luciana Diniz.

O grupo estabelece e publica diretrizes e formou um grupo para o estudo de Helicobacter e doenças associadas em crianças, o Pediatric Task Force. “Trata-se de um grupo consolidado, com visibilidade e atuação mundial, tendo contribuído de maneira significativa para o avanço do conhecimento na área”, explica a professora.. 

A medalha é uma das principais premiações da área e homenageia os vencedores do prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2005, concedido a Barry Marshall (Membro Honorário do EHMSG) e J. Robin Warren. Os pesquisadores ganharam o Nobel por terem isolado e descrito o Helicobacter pylori, em associação com gastrite crônica, e posteriormente confirmado como o agente de doença péptica duodenal e gástrica é um fator de risco essencial na gênese de carcinoma gástrico e linfoma gástrico do tipo MALT. 

Esta foi a primeira vez que o prêmio foi concedido a pesquisador da América do Sul. Confira a lista de vencedores anteriores.

Este ano o evento do grupo foi realizado de forma remota. A entrega da medalha física será feita na próxima edição do evento, que está previsto para ser presencial.