Acesso interno

Live: Saúde pública e mudanças no mundo do trabalho serão temas de debate

Sétima edição das Webconferências do Saber será transmitida na próxima quarta-feira, dia 21 de outubro.


15 de outubro de 2020 - , , ,


Dando sequência às Webconferências do Saber, o Departamento de Medicina Preventiva e Social (MPS) da Faculdade de Medicina da UFMG promove a live “Mutações do trabalho: desafios para a saúde pública no século XXI”. A professora do MPS, Ada Ávila Assunção, será a palestrante.

A transmissão será feita pelo canal da Faculdade no Youtube, no dia 21 de outubro, às 14h30. O chefe do MPS, professor Raphael Augusto Teixeira de Aguiar, será o mediador do evento.

Essa é a sétima edição das Webconferências do Saber, série de lives promovidas pela Faculdade de Medicina com expoentes da saúde, onde os 12 departamentos da Instituição discutirão os temas mais atuais de suas áreas.

Trabalho no século XXI

O debate ocorre em um contexto de grandes mudanças, como a chamada “uberização” do trabalho. “Estão havendo muitas mudanças na área por causa de um ritmo de aceleração tecnológica. Muitos postos de trabalho já estão ‘uberizados’. Queremos discutir como isso impacta e impactará na saúde”, diz Raphael.

O professor explica que a próxima geração viverá em um contexto muito diferente das anteriores. “O mundo do trabalho era da estabilidade, com horários definidos e trabalhos manuais. No século XXI muitas profissões serão substituídas por inteligência artificial”, explica.

“Muitas crianças que estão sendo alfabetizadas hoje vão trabalhar em funções que ainda não existem”

Apesar da discussão ser incipiente na saúde, a expectativa para o evento é de uma grande aula. “A nossa palestrante foi escolhida pelo Departamento por ser uma professora muito graduada nessa área. Será uma aula primorosa”, completa o chefe do MPS.

Conferencista

A professora Ada coordena o Núcleo de Estudos Saúde e Trabalho (Nest) da UFMG, com projetos investigativos baseados em conceitos e métodos que orientam abordagens compreensivas de morbidades em grupos ocupacionais específicos. Nos últimos anos, desenvolve pesquisas sobre saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, da educação básica, do transporte coletivo urbano e do judiciário.

Ela também elabora instrumentos e ferramentas para apoiar políticas de recursos humanos em saúde no âmbito do Ministério da Saúde. Colabora com instituições públicas e organizações de trabalhadores em formações e construção de metodologias de intervenção em ambientes laborais.


Relembre como foram os eventos anteriores: